sexta-feira, 6 de janeiro de 2012

De onde vem o apoio?



Participo de um grupo de "emagrecentes" aqui do Rio Grande do Sul, o Lightchê. Para pra quem não nos conhece, somos em torno de 40 meninas e trocamos e-mails diariamente, nos encontramos eventualmente e nos apoiamos mutuamente! Tudibom! (no link, o blog do grupo)


Falamos sobre tudo e durante uma troca e e-mails me veio a ideia de falar sobre essa questão de "apoio" durante o emagrecimento, afinal, eu criei o blog depois de ter emagrecido e conheci as meninas já na casinha dos 60kg. Mas como foi antes? Como foi durante? De onde veio o apoio para eu ter me divido em duas e mandar para o lixo mais de 50 quilos??????


Da família não foi! Para qualquer um da família minhas ações não passavam de mais uma tentativa que não daria certo, como todas as outras 500mil que havia tentado, ou seja, era totalmente desacreditada! Para terem um ideia, em 2009 tive uma "crise" e cheguei a 74kg, quando minha mãe me viu, disse em curtas e duras palavras: "Credo! Engordou TUDO de novo!!!! 


Do marido, muito menos! Ao invés de apoio, ganhei foi boicote, muito boicote. Eram caixas de bombons que apareciam, tortas  de chocolate no café da manhã, crises absurdas de ciúme e insegurança e depois indiferença!


Dos filhos que tive o maior apoio! Se você é mãe, você precisa entender uma coisa. Seus filhos serão muito mais felizes se você estiver feliz. Morria de pena de deixá-los para ir para SPA ou de não poder ficar com eles à noite porque ía para a academia, mas depois, quando comecei a emagrecer, a felicidade deles em me ver feliz, em me mostrar para os amigos, em sentir orgulho de ter uma mãe que se cuida e que se ama, me fez ver que os medos e as dúvidas eram todas minhas, tudo coisa da minha cabeça! Eles tiraram de letra!


Dos amigos, em alguns casos pude contar, mas como na maioria eram magros, não entendiam o que se passava pela minha cabeça. Uma vez tentei explicar para uma amiga meu vício em brigadeiro, o lance de comer 3 latas por dia. Fiquei umas duas horas falando.. falando.. e via ela com uma cara de assustada, me olhando como se eu fosse um ET. Só me consegui fazer entender, quando comparei meu vício por doce ao vício dela por cigarro.. mesmo assim, ela ainda não acreditou que um inofensivo brigadeiro pudesse ser tão viciante quanto o tabaco!


Afinal, de onde veio, então, apoio para emagrecer? 


De mim mesma! Tive que ser forte o suficiente para emagrecer por mim, para mim e praticamente sozinha. Estava tão cansada de ser gorda, de passar vergonha, de viver triste e enfurnada dentro de casa por não fazer o que queria, por não usar as roupas que gostava e com tanta vontade de mostrar pra todo mundo que sim, mesmo todo mundo indo contra, eu ía conseguir, que virou uma questão de honra!


Por isso, tento ajudar, dentro do possível quem quer realmente emagrecer, detalhe, ajudo aqueles que querem emagrecer, não os que querem ser "emagrecidos", porque enquanto não cair sua ficha e você entender que só depende de você, não existe milagre ou receita, vai continuar se batendo em paredes como eu me bati durante 32 anos da minha vida!


Um incentivo, uma palavra amiga, um e-mail numa hora difícil, uma dica de alimentação, uma troca de sms.. tudo é válido! Coisas que eu não tive durante o meu processo e que teriam me ajudado :D


Pedi para minha filha escrever um post sobre meu emagrecimento, acho legal saber como foi pra ela passar por tudo isso e poder mostrar para as Mamis e filhas como é!


Bjkas!


Foto do Post: Adoro essas carinhas nos dedinhos, acho muito fofo e criativo :D

17 comentários:

Lanny disse...

Adorei seu post de hoje! Você mesma já é uma motivação para quem está tentando emagrecer (e não sendo emagrecido). No meu caso, estou mesmo emagrecendo com meu esforço, muito consciente do que faço e com muita paciência. O marido apoia totalmente, o que é ótimo! O restante da pessoas já me viram emagrecer e engordar tantas vezes que já nem falam nada. Eu deixo quieto, sei que agora é bem diferente. Antes era sacrifício e privações, agora é outra história, que há de ser de sucesso! (já está sendo!) Beijos e obrigada por manter o blog!

06/01/2012 08:54
Unidas contra a balança! disse...

Putz...eu engoli o choro agora!!!
Muittooo verdade isso...eu passei por isso tbm.Acordei sozinha pra vida...um belo dia disse:chega de ser assim!!!
Por isso te admiro tanto...pq é linda e forte e consegue transmitir isso.
Por isso eu faço AF sozinha....não fico falando pra minguem emagrecer, não forço ninguem a comer o meu pão lighth, minhas saladas e minhas frutas com iogurte a noite...é coisa minha...eu q quis!!!
O nosso grupo é tudo de bom...da sempre um gás...sempre vontade de querer mais...e mais!!!
Forçaaaa...te agarra nesses filhos então...que são tudo!!!
Bjusss

06/01/2012 09:53
Paty disse...

é...realmente às vezes a família é fogo! Eu prefiro não comentar com ninguém, pra não ficarem de cobrança depois...quando começarem a surgir os resultados, ae sim...mas por enquanto...bico calado, rsrsrs

06/01/2012 12:33
Érica Oliveira disse...

nossa adorei o post de hoje...parece que foi pra mim, é sempre difícil para os outros entenderem o que é o vicio em comida...vc era viciada em brigadeiro e eu era em doce, todos os tipos de doce...hoje já consigo me controlar mas o dia -dia ainda tem sido um pouco difícil pra mim (Às vezes)...
Eu graças à Deus posso contar com minha irmãs que assim como eu estão em processo de RA então a gente se liga sempre, passa o dia todo se falando por SMS, fora o blog né que é uma grande ajuda pois meio que vc fica com medo de "decepcionar" suas seguidoras!!!

06/01/2012 14:41
Diário de Muriel disse...

Lindo post NIne!!!!!!!

06/01/2012 14:56
Anônimo disse...

Parabéns pelo post Aline!!!
Este post deveria sair numa revista porque é real, todas gordinhas ou ex gordinhas vão se achar e se fortalecer nele.
Mesmo já magras o apoio é fundamental e nos ajuda sempre. É como se Deus mandasse anjinhos para nos ajudar.
Beijão amiga!
Josiane Coelho

06/01/2012 18:20
Anônimo disse...

Já gostava de você. Mas depois de ler seu post hoje, passei a admirá-la muito mais...É tão difícil o ser humano se "preocupar" com as angústias e aflições dos outros e imagine se essa "aflição" for por causa de um emagrecimento...para muitos nós somos um caso perdido, então se dane...Isso é cruel mas é a pura verdade! E vc está aí cheia de disposição para ajudar...isso não é maravilhoso?? Olha, como é bom saber que podemos contar com alguém , por que às vezes o que nós queremos é apenas que nos ouçam...bjos. (LILIAM-MS).

06/01/2012 19:44
christybarros disse...

Amiga,

Adorei o post, a luta é diária e contínua.
Ontem me perguntei o porquê de em um rodízio, eu comer uns sei lá quantos, perdi a conta de pedaços de pizza.
Eu consegui atingir minha meta e ainda perdi 2 kilos, além dela, 59 kg, mas todo cuidado é pouco, até o corpo se acostumar com o novo peso e a cabeça mudar.
Beijos e saudades,
Chris

06/01/2012 21:41
christybarros disse...

Amiga,

Adorei o post, a luta é diária e contínua.
Ontem me perguntei o porquê de em um rodízio, eu comer uns sei lá quantos, perdi a conta de pedaços de pizza.
Eu consegui atingir minha meta e ainda perdi 2 kilos, além dela, 59 kg, mas todo cuidado é pouco, até o corpo se acostumar com o novo peso e a cabeça mudar.
Beijos e saudades,
Chris

06/01/2012 21:41
Pérolla Yara disse...

Lindona,
Realmente o apoio é muito importante, principalmente com relação aos boicotes, mas graças a Deus, tenho um noivo que do jeito dele consegue me apoiar. E uma mãe que pelo contrário, pega no meu pé para reduzir, chegando até a passar dos limites.
Mas, a principal força tem que vir mesmo de dentro de nós mesmas, na vontade de mudança.
Adorei a ideia de pedir a sua filha p colocar a visão dela.
beijos

07/01/2012 00:48
O diário da Livinha disse...

Amada, é impressionante como consigo ler a minha descrição nos seus posts. Aqui em casa o marido diz que me apoia mas na verdade so me sabota, as vezes acho que gosta de me ver gorda é como se a minha gordura desse à ele segurança e a certeza de que nunca sairei daqui (não tenho mesmo a intenção). Se nao for pedir de mais pode fazer um post sobre as suas primeiras semanas, aquelas de adaptação da vida (paladar, horários, rotina, atividades, redução de calorias ....) tem sido muito dificil me sentir sozinha na multidão de magros e lindos que invadem a minha cidade nas férias.

Bjs carinhosos

07/01/2012 16:54
Sammy Leilane disse...

meu apio sempre veio da familia, no caso marido e meus pais, sempre me apoiaram e me ajudaram (fora as vezes que a mãe esquecia que tava de regime e fazia uma torta doce maravilhosa!!! aff... apoio de alguem a gente acaba achando, seja em casa, em grupos... mas muitas pessoas acham que apenas os outros tem que mudar por conta da "dieta", que os outros não ajudam, mas as vezes em casa a gente precisa se impor tbm, tipo,to de dieta, não quero saber de ficarem trazendo coisa gorda pra dentro de casa, enfim, essas coisas... mas cada sabotador é um caso! hehehe bjus!

07/01/2012 19:06
Ao toque do Amor disse...

Olá!
Vim,agradecer sua visita e por deixar o seu toque carinhoso.
Hoje, quero dividir minha alegria com você. O Toque completou 62 mil visitas e eu te ofereço um selo comemorativo.
com carinho
san.

08/01/2012 20:28
Aline Satiko disse...

Sei bem como eh dificil ter o apoio dos que nos cercam... :(

10/01/2012 17:04
karla fonseca disse...

Post mara...
o incentivo é fundamenta sempre...
beijos

10/01/2012 23:03
Tassi Patinha Feia disse...

Boa Tarde Amiga
Nossa fazia tempo que não aparecia, mas chegar e de cara ler uma postagem como essa é muito bom. Sei bem como é quando as pessoas ao invés de te incentivar te colocam pra baixo e como vc disse o maor motivador deve ser a gente mesmo.
Te desejo uma linda semana, grande beijo e fique com Deus

12/01/2012 13:36
Maria disse...

Parabéns pela sua determinação. Achei esse post por acaso e mudou meu dia, talvez minha vida. Obrigada pela partilha.

22/08/2012 15:57

Postar um comentário

 

©2009Vida de SPA | by TNB